Gourmetidos

Aventuras o roteiro gourmet intinerante dos nossos editores

veja mais aventuras

La Couronne, uma história na Normandia

por Redação / Última Atualização em 19 de novembro de 2013

Imagine almoçar no restaurante mais antigo da França  selecionado pelo Guia Michelin? Mas,  não estou falando de estrelas no guia, apenas da indicação. No entanto, preparado para satisfazer os gourmands mais exigentes, o restaurante La Couronne é merecedor de uma constelação.

O Brasil nem tinha sido descoberto e o La Couronne (1345) já existia.  O lugar foi à primeira hospedaria da França e em 1431, suas janelas presenciaram  o suplício de Joana D’arc,  queimada viva na praça, a poucos metros. Séculos depois, o La Couronne se transformou em hotel e a antiga taverna deu lugar ao restaurante que conquistou  a aristocracia, militares, artistas e escritores.

Neste lugar carregado de história e emoção, os salões são preparados com excelência pra oferecer sensações contemplativas dos  prazeres da mesa. Localizado  no coração da cidade de Rouen,  personalidades tinham como destino certo o La Couronne, passaram por aqui: Sophia Loren, John Wayne, Jean Paul Satre. Salvador Dali, por exemplo, era um frequentador assíduo do local. Pelo restaurante podemos ver muitas fotos das figuras públicas que já degustaram dos deliciosos pratos do lugar.

Na páscoa de 2011, o Gourmetidos foi convidado da família Whitehead para degustar os sabores da tradicional cozinha da Normandia, no La Couronne.  No domingo, os dois salões internos estavam com as mesas ocupadas e como o interesse coletivo era descontração e celebração no nosso almoço de Páscoa, a mesa foi posta no terraço.

Na ocasião, o chef estrelado Vincent Taillefer apresentou sofisticado menu  com duas sugestões principais  L’ Harmonie Gourmand, Les Saveurs Impressionnistes  com entrada, prato intermediário, prato principal, bandeja de queijos e sobremesa. Para cada sugestão de menu um elenco de vinte pratos. A sugestão Les Saveurs Impressionistes  acompanha harmonização de vinhos indicados na carta. Uma peculiaridade está na ausência de preços no cardápio entregue as mulheres, puro deleite que precisa apenas ser sentido e ao cavalheiro cabe o preço.

A parte das duas estrelas do cardápio, ainda é possível solicitar pratos do menu de frutos do mar e da especialidade da casa, as carnes especiais e de pato (cannard).

O serviço começou, antes das 13 horas locais, primeiramente, nossas taças foram realçadas com vin de Bourgogne,  apellation Bourgogne contrôllée, Pinot Noir, safra 2008, pelas mãos do nosso elegante serveur.

A gourmetida encontrou no menu Les Saveurs Impressionistes  os seus desejos.  Para neutralizar o paladar, primeiro amuse  bouche de avocado com toque de salmão defumado, hum! Neutralizou tudo, divinamente.


A entrada Tartar de Salmão defumado na própria casa sobre cama de raviole de mascarpone  finalizado com casquette de folheado.

Nossas reverências para o segundo vinho Nuits-Saint-Georges, Les Saint Julien, Grand Vin de Bourgogne, safra 2006. Luxuriante. “Bebidas únicas despertam lembranças”, diz Monique Whitehead.  Silêncio! Deleito-me. Um  vinho excepcional para um dia excepcional,  aroma de frutas vermelhas e rouge vibrante.

As entradas dos comensais, avant plat!

O prato principal da gourmetida foi Aiguillettes de Cannard aux Épices et à L’Orange, filetinhos  de pato com especiarias ao molho de laranja acompanhado de polenta frita. A carne de pato é delicada com sabor inconfundível  foi realçada pela redução de laranja com balsâmico e flor de sal, a polenta tinha textura double crocante e cremosa.

O gourmetido escolheu  Ris de Veau Braisé en Cocotte aux champignons frais du moment que é a molleja,  timo do vitelo (veau), considerado o melhor pelo gourmets, por seu sabor delicado e consistência firme mas macia. O prato foi servido em cocote com cogumelos frescos da temporada.

Outros pratos degustados pelos comensais, requinte e sabor.

Os rituais à mesa no La Couronne são seguidos à risca. Como manda a tradição uma exuberante bandeja de queijos antecede a sobremesa. A Normandia é conhecida pela produção leiteira, o célebre Camembert. Ali estavam os  fromages de brebis, queijo feito com leite de ovelha, servido para matar a vontade,  ainda Saintes Maur, Neuchatel

O grande final é um conjunto exuberante de sobremesas preparadas com frutas vermelhas realçadas por delicados cremes. Pastilla, Tarte, Assiette ou Soufflé apresentam-se como obras de arte folheadas ou areadas. Divino!

A estrutura do La Couronne contribui para os prazeres da mesa com  serviço eficiente, sabores inesquecíveis, o lugar é uma experiência mágica na mítica Rouen. Cada sabor me tocou, provocou e me tornou uma gourmetida melhor. A França é gastronomia com rigor.  Merci, Monique Whitehead pela experiência única.

Por Ana Márcia Alves

Créditos Ana e Marc Whitehead

Serviço

La Couronne

La Plus Vielle Auberge de França

31, Place du Vieux Marché 76000

Rouen – França

Reserva: 02 35 71 40 90

www.lacorounne.com.fr

Deixe seu comentário:

0

comentários
Imprimir